Top

Entrevista Bernadette Dobignies – Feng Shui

Bernadette Dobignies é Arquiteta e Urbanista, especialista em harmonizar e curar ambientes utilizando o Feng Shui, levando o equilíbrio físico e energético para a casa, o trabalho e também para a vida de muitas pessoas.

 

Durante o seu Curso de Feng Shui, realizado no Espaço Lakshmi pela organizadora de cursos holísticos Silvia Werner, conversamos com ela e compartilhamos aqui curiosidades e conhecimentos transformadores que resultam da sua bagagem como Arquiteta e Gerente de Obras; Professora de Ergonomia e Feng Shui; palestrante; Terapeuta Floral de Ambientes e Pessoas; Alinhamento da Consciência Ouro Verde; Magnified Healing; Reiki; Curadora e Instrutora de Theta Healing e professora nos cursos de Feng Shui no Senac-PR por sete anos, confiram:

 

Você poderia nos contar um pouco sobre a sua trajetória profissional e como foi o início do seu trabalho com o Feng Shui?

Sou Arquiteta e Urbanista formada pela PUC-PR no ano de 1987, com pós-graduação em Gerenciamento de Obras no CEFET-PR em 2000. Quando defendi minha monografia, foi sobre o uso do Feng Shui como estratégia de marketing para atrair clientes, onde fiz um paralelo entre a linguagem oriental do Feng Shui e a ocidental, mostrando que na verdade trata-se de uma ciência multidisciplinar e não de misticismo.

 

O que é o Feng Shui?

É uma filosofia de vida e uma ciência muito antiga que busca equilibrar o homem com o seu meio ambiente, é a base de toda arquitetura chinesa antiga.

 

Que áreas de conhecimento fazem parte do Feng Shui e o que elas ensinam?

A Escola da Forma trabalha com as quatro direções, com os cinco elementos e com o Yin e o Yang; a Escola da Bússola é ligada a astronomia, a astrologia e também a numerologia. Dentro dessa escola está a escola Bazai e a Escola das Estrelas Voadoras, com o estudo da numerologia, entre outros.

 

Como a aplicação desta técnica em diferentes ambientes pode beneficiar a vida das pessoas?

Trazendo ordem e equilíbrio do externo para o interno, ou seja, dos ambientes externos para os ambientes internos, harmonizando os espaços, trazendo também senso de respeito e consciência ao ser humano sobre o seu meio ambiente e sua moradia.

 

Quais são os sinais de que é o momento de buscar o equilíbrio energético de uma casa ou escritório? Existe um momento ideal para realizar os ajustes necessários?

Os sinais mais evidentes são quando a pessoa se sente em desequilíbrio dentro do seu espaço, no seu sono, se sente incomodada em sua vida diária e também quando as coisas começam a se desalinhar entre as pessoas da casa. Mas no Feng Shui deve-se entender que o movimento deve vir de dentro para fora, somente arrumar a casa não resolverá tudo.

 

Quais são as etapas práticas deste trabalho e que métodos são utilizados na avaliação e adequação dos espaços?

De posse de uma planta da casa ou na própria casa, deve-se fazer uma avaliação da área externa e depois da interna, aplicando conhecimentos da Escola da Forma, como o nome já diz, começando pelo formato da planta, identificando as direções Norte, Sul, Leste e Oeste, posicionando o ponto Norte do Baguá para a direção Norte, entre outros pequenos ajustes práticos que precisam ser feitos.

 

Você poderia citar algumas medidas simples que podem ser feitas para garantir o equilíbrio energético de qualquer ambiente?

A retirada de tudo o que não serve mais, eliminar coisas quebradas, manter o local mais iluminado e arejado possível, e sempre eliminar os excessos dos ambientes.

 

Em quanto tempo as pessoas começam a notar diferenças em suas vidas após a realização das alterações indicadas?

Depende do empenho de cada um em fazer as mudanças, e também varia de pessoa para pessoa.

 

Que tipos de relatos você já ouviu de clientes após a aplicação do Feng Shui em suas residências?

De que se sentiram mais acolhidos em sua própria casa, que passaram a dormir melhor, que se sentem mais alegres e motivados, que percebem melhor o seu meio ambiente e inclusive a convivência com os vizinhos se torna mais harmônica.

 

Existem diferenças na aplicação do Baguá para residências e espaços comerciais?

Não. Devem ser considerados somente alguns cuidados no posicionamento dos móveis com relação a porta de entrada, ao movimento de energia, e deve ser feita uma pesquisa mais aprofundada para saber se o tipo de atividade exercida naquele ambiente, naquela edificação é adequada para o direcionamento Norte e Sul. Mas isso requer um pouco mais de pesquisa e envolve uma análise personalizada.

 

E para finalizar, qual a mensagem que você deixaria para as pessoas?

Procurem conhecer mais o lugar em que vivem, entender mais a linguagem do meio ambiente a sua volta e da sua casa. Existe uma personalidade ali e ela quer dizer alguma coisa, interaja com ela em harmonia. É isso o que o Feng Shui irá lhe proporcionar.

 

Leia também a cobertura completa do Curso de Feng Shui da Bernadette!