Top

Cobertura Alquimia Pessoal com Fernando Machado

 

Nos dias 11 à 15 de abril de 2018, a organizadora de cursos holísticos Silvia Werner trouxe à Curitiba pela primeira vez o criador da Alquimia Pessoal, escritor, palestrante e terapeuta Fernando Machado para realizar palestras,  atendimentos individuais e ministrar o curso Alquimia Pessoal.

 

Fernando realizou duas palestras e uma roda de conversa antes dos dias dedicados aos atendimentos individuais e ao curso de Alquimia Pessoal, para apresentar temas como expansão da consciência, energia, transição planetária, e ressaltar a importância de cuidarmos diariamente do nosso campo eletromagnético.

 

Vejam no vídeo as imagens dos principais momentos das palestras, da roda de conversa e do curso de Alquimia Pessoal:

 

 

 

Fernando também nos concedeu uma entrevista, onde conta em detalhes a sua trajetória, fala sobre os seus livros, atendimentos e cursos.

 

Logo abaixo, dividimos com vocês alguns aprendizados que tivemos com o Fernando durante cada um destes dias, que vão desde o entendimento do momento planetário atual à dicas práticas essenciais para manter a freqüência vibratória elevada, garantindo uma maior qualidade de vida e bem-estar.

 

 

DIA 1

 

Palestra “O Direito como Vocação – Transformando sua vida física, emocional, espiritual e mental”

 

 

Este evento foi promovido pela ABMCJ – Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica, presidida por Leocimary Toledo Staut e contou com o apoio da CASA – Caixa de Assistência dos Advogados do Paraná, dirigido por Iolanda Maria Gomes.

 

Nesta primeira palestra, Fernando Machado conta um pouco da sua trajetória de vida e sobre como iniciou o seu trabalho com a Alquimia Pessoal.

 

Bacharel em Educação Física e Esportes, ele se especializou em Gestão e Marketing Esportivo, foi atleta, professor e fundou uma empresa de marketing esportivo, onde trabalhava com a carreira de jogadores de futebol.

 

Fernando conta que em 2010, sua vida se transformou em um caos que durou o período de dois anos, mas que o levou à encontrar o seu propósito de vida. Ele lembra que estes anos foram os dois “melhores piores” anos da sua vida. Melhores, porque foram essenciais para que encontrasse o seu caminho, mas piores, por todas as dificuldades que envolvem um período de transição.

 

Ele fala sobre transformação à partir de um diferente significado dado à “desenvolver a vida”, onde a palavra desenvolver,  comumente entendida como aprimorar, melhorar, acrescentar algo, na fase de transformação humana passa a ter o sentido de desvendar. É necessário desvendar no sentido de retirar a venda dos olhos para poder enxergar quem é, o que gosta e realmente se conhecer.

 

Chega um momento em que o processo de desenvolvimento tem que ser inverso, onde é necessário ficar quieto e deixar sair o que tiver que sair.

 

Ele lembra que nascemos como uma borboleta, livres, leves e felizes, porém com o passar dos anos, para ser aceitos nos cobrimos com diversas camadas para nos apresentarmos ao mundo, o que faz com que seja formada uma legião de seres iguais. Abrimos mão de sermos nós mesmos porque sentimos a necessidade de vestir um personagem, uma persona.

 

Crescemos com diversas crenças limitantes, que fortalecemos no inconsciente com o passar dos anos, como achar que a vida é difícil, árdua, ou que é necessário sofrer para crescer.

 

Para desvendar a própria essência, é necessário passar por um processo de expansão da consciência. Nós não precisamos da dor para evoluir, essa é mais uma crença limitante.

 

O tempo necessário para o processo de desenvolvimento é individual, pode ser de uma semana, um mês, um ano e só acaba quando se consegue tirar esse envoltório com totalidade.

 

Fernando passou três dicas importantes que devem ser observadas nas nossas atitudes do dia-a-dia para uma vida plena.

 

A primeira dica é sobre a importância de desconstruir o padrão “bonzinho”, presente na vida de quem acha que tem que agradar todo mundo o tempo todo, e não olha para si, para as próprias necessidades. Para ajudar o mundo, cada um deve ser quem realmente é, sem tentar se encaixar em modelos de conduta que o agridem internamente e forçam a ser quem não é, pois o que é verdadeiro, só por existir já beneficia o mundo. É o que o Fernando chama de lei do transbordamento, onde quem é fiel à própria essência, se sentirá mais feliz, encontrado, encaixado, forte, rico, bonito e realizado, e tudo isso naturalmente transborda e beneficia à todos. Temos campos em volta de nós e as outras pessoas se nutrem do que transborda alegria, paz e vivacidade. Já sentimentos negativos como tristeza, melancolia, angústia e carência também transbordam, e acabam espalhando a negatividade para outras pessoas que convivem conosco.

 

Ser “bonzinho” também pode ser uma estratégia para evitar olhar para dentro, pois ao fazer tanto pelos outros para se sentir aceito, não tem tempo de olhar para si.

 

Para desconstruir o padrão bonzinho, Fernando indica fazer algo que goste muito todos os dias, reservar momentos especiais para cuidar de si, se acolher, não ter medo de expressar o que gosta, a sua verdade. Ao olhar para si com olhar de bondade, permissão, quando me permito ser grande, eu permito que o outro também seja, pois quando estamos conectados, o campo lê.

 

Um questionamento a ser feito é: “Como você está se colocando no mundo e o que está transbordando a todos a sua volta?”

 

A segunda dica é lembrar de sempre agradecer ao invés de reclamar, pois “re” significa repetição e “clamar” é pedir com energia e força. Então quem reclama está pedindo mais situações ou coisas negativas, já que ninguém reclama de coisas boas. Apenas reclama quem não vê luz nas coisas e não vê as coisas como um desafio.

 

Fernando ressalta a diferença entre falar a palavra “gratidão” e “obrigado”, onde “gratidão” vem de estar em estado de graça, enquanto que “obrigado” significa que estou devendo isso, então muda completamente a energia da palavra, apesar de que a intenção também conta muito.

 

Um incentivo para agradecer é lembrar de que nada acontece sem o consentimento do universo e que muitas vezes é necessário liberar conteúdos mentais negativos e isso pode acontecer a partir de situações desagradáveis do dia-a-dia.

 

É importante também olhar por outro ângulo para as fases difíceis e ressignificá-las, pois a escolha de como vou lidar com as situações é o que muda a vida.

 

Somos um campo eletromagnético, pois expandimos e magnetizamos o tempo inteiro. Como nem sempre faço o que acredito, não atraio tudo o que acredito, porque expando e irradio algo e magnetizo algo em consonância com isso.

 

Quem já está trabalhando estas questões, quando reclama, logo percebe e gira o botão na hora, mudando a percepção sobre a situação.

 

A terceira dica é para escutar o coração ao invés da mente, pois ao decidir pela mente tenho 50% de chance de errar, enquanto que o coração é 100% certeiro. Quem só funciona na mente julga o tempo todo e não consegue relaxar e sentir.

 

As pessoas que se tornam referência em alguma área são aquelas que fazem com o coração e o sentimento.

 

Para algumas pessoas, escutar o coração se torna difícil quando ainda não se tem prática, enquanto que outras já fazem isso de forma inconsciente.

 

Para treinar ouvir o coração, Fernando sugere que visualize a situação e se questione sobre o que sente a respeito. Se for uma sensação ruim, talvez possa servir para os outros, mas não para você.

 

 

DIA 2

 

Palestra “Alquimia Pessoal” e Lançamento do livro “As 13 Lições de Nija”

 

 

 

 

O segundo evento foi realizado na Faculdade Ibrate, e teve como objetivos desmistificar questões referentes à Nova Era, a Era de Aquário, com a apresentação de conteúdos já comprovados cientificamente, além do lançamento do livro “As 13 Lições de Nija” em Curitiba.

 

Fernando comentou a respeito da importância da ciência e espiritualidade andarem juntas para que possamos ter uma visão ampla da realidade. Se antes achávamos que o universo era a totalidade, hoje a ciência comprova a presença de multiversos.

 

Para que possamos começar a compreender a dimensão disso tudo, Fernando conta que o nosso sistema solar está localizado no universo local, que está misturado entre bilhões de outros universos locais, ou seja, somos muito pequenos em relação ao todo.

 

Existe outro sol muito mais potente do que o nosso sol, chamado Alcione, e nosso sistema solar dá uma volta completa em torno dele. Dentro da influência de Alcione há ainda um cinturão de fótons. Atualmente estamos em um ponto de intersecção entre a sombra e a luz, saindo de um período de sombra e entrando em um período de luz.

 

A transição planetária é um trânsito entre a 3ª e a 5ª dimensão. A 3ª dimensão é uma era de sombra, que funciona nos pilares do sentir e julgar, incluindo a culpa, medo, ódio. A 5ª dimensão é uma era de luz, muito mais evoluída, que funciona na alegria, prazer, bem-estar, na abundancia e gratidão.

 

Em torno de 2080 a nova era estará estabelecida, sem resquícios de 3ª dimensão.

 

Hoje já vivenciamos a 4ª dimensão durante momentos de meditação, em uma noite de sonhos em que ocorre o desdobramento astral ou através das medicinas de poder do xamanismo.

 

Ele comenta ainda que durante a meditação, o “eu superior” nos diz algo ou o que precisamos fazer, pois “ditar” é dizer, basta estar aberto para este contato. E para quem quiser saber quem é seu mentor, basta perguntar que o universo se rearranja para dar a resposta. Fernando lembra ainda que todos somos mestres e discípulos o tempo todo e que devemos ser nossos próprios gurus. O verdadeiro mestre é aquele que te liberta ao afirmar que você não precisa dele.

 

Em 1950 anos depois de Cristo, o desenvolvimento ainda era mínimo. Com a transição planetária recebemos através de uma configuração eletromagnética muito mais forte do que antes, a informação, tecnologia, que veio junto com o desafio enorme de existir neste momento.

 

O processo ascencional acontece com todos de forma acelerada, uns sabem que estão passando por isso, outros não, mas o crescimento tem que acontecer. Quem não está buscando conscientemente os próximos passos, o universo dará um jeito de mostrar. É como aquele ditado, ou vai pelo amor, ou pela dor, a partir de doenças, acidente, separação, síndrome do pânico, entre outras situações difíceis que obrigam a seguir em frente por novos caminhos.

 

Como somos um campo de energia eletromagnética inserido em outro campo, se eles não são convergentes, nós sofremos. Para se adaptar melhor a isso, devemos harmonizar nosso sistema com a nova configuração que estamos inseridos.

 

Todo ser vivo é circundado por um campo de energias conhecido por aura pelos católicos e por perispírito pelos espíritas.

 

A nossa vida é resultado da informação que a gente acessa, o que você escolhe ver expande ou retrai o seu campo, seja um filme, música, programa de televisão, ou até mesmo através da qualidade da troca em uma relação sexual.

 

Devemos trabalhar a expansão do campo a partir do acesso à informação positiva, de qualidade, que funciona como uma musculação, fortalecendo o nosso campo eletromagnético, levando à uma vida satisfatória, com saúde, e expressão do propósito de vida.

 

O campo de energia de uma pessoa incongruente, que tem alguma doença ou depressão, é bem fino, e tem apenas 10 centímetros em média além do corpo. E ainda pode piorar, ao abrir buracos, onde entram obsessores, que podem ser espíritos ou não, que drenam energia, fazendo com que a pessoa definhe cada vez mais de acordo com a informação que acessa.

 

Já por um outro lado positivo, o campo pode expandir à partir do centro cardíaco, e atingir três, cinco metros, ou até quilômetros de distância, pois não há limites para a expansão, apenas para a redução do campo, que termina com a morte.

 

Fernando falou também sobre as formas com que ele costuma ajudar as pessoas para a expansão de seus campos e para criar a tão desejada congruência em que a vida flui ao harmonizar o campo individual com o meio, que são:

 

– palestras que expandem a consciência

 

– atendimentos individuais

 

– curso Alquimia Pessoal, com o objetivo de mudar o estado de freqüência e apresentar uma caixa de ferramentas que pode ser usada no dia-a-dia para a expansão do campo eletromagnético, pois o poder pessoal só é real quando consigo fazer comigo mesmo

 

Outras formas de mudar o estado de freqüência para quem tem a possibilidade de estar em contato com a natureza é pisar na grama, no mato ou tomar um banho de mar ou cachoeira.

 

Durante a palestra, Fernando indica ainda a leitura de “Cartas de Cristo”, assim como as obras do físico norte-americano Gregg Braden.

 

 

DIA 3

 

Roda de Conversa “A Vida sob um Novo Olhar”

 

 

 

O evento “Roda de Conversa – A Vida sob um Novo Olhar” aconteceu no espaço Naturo Barigui. Lá, todos sentaram em um círculo, e Fernando realizou a abertura tocando tambor, simbolizando a reverência aos ancestrais. O som emitido possibilita a recordação de memórias, e também trouxe a energia xamânica para a roda.

 

Temas essenciais para o momento atual foram abordados e compartilhados de forma alegre e descontraída entre os participantes gerando uma verdadeira troca de experiências.

 

Um deles foi sobre a importância de haver um equilíbrio entre as energias masculinas e femininas dentro de nós, assim como os conceitos da filosofia chinesa yin e yang. Este é o momento dos homens se apropriarem do feminino, assim como as mulheres do masculino.

 

Muitas dificuldades presentes nos relacionamentos tem início na criação de homens e mulheres e na formação machista, que na maioria das vezes funciona com o desligamento do chakra cardíaco nos homens e o laríngeo nas mulheres. Ainda não existe uma definição do que é ser machista e do que é ser feminista, mas o “ista” representa os extremos.

 

Foi lembrado que no convívio dentro de uma relação é necessário bom-senso, e as mulheres devem dar a oportunidade para o homem ser sensível e aceitar a sua energia feminina, além de que sentir fraqueza ou dor não irá tirar a sua masculinidade. O homem precisa de espaço para chorar, pois foi ensinado a não sentir.

 

Enquanto isso, algumas mulheres perderam a delicadeza de aceitar gentilezas, como abrir a porta ou pagar a conta. A postura do “deixa que eu faço”, não dá chance para o outro fazer, ao mesmo tempo em que não se permite receber.

 

Foi lembrado que o despertar acontece com a desconstrução de todos os papéis e conceitos que foram colocados em nossas cabeças. É necessária a desconstrução de personagens que são reproduzidos para validar um papel social e preencher um vazio através da auto-afirmação.

 

Em geral, as mulheres estão mais abertas para ir em busca da cura do que os homens.

 

A repressão também sempre esteve muito presente em um mundo onde tudo é feito para nos controlar, desde a educação, a religião e as relações. Foram criados moldes para que não nos expressássemos.

 

Com relação ao dinheiro, na Nova Era o ser humano não vai mais correr atrás dele para sobreviver. A Astrologia também revela que transformações financeiras estão a caminho a partir da entrada do planeta Urano no signo de Touro, conforme destacou a terapeuta holística Margareth Souza.

 

Já as crianças que estão chegando são os novos seres, são mais evoluídas e estão demorando mais para se acostumar com a nova densidade da Terra. A partir destas dificuldades para se adaptar ao contexto social, muitas são diagnosticadas erroneamente como portadoras de autismo.

 

Estão chegando também crianças com configurações físicas diferentes, a estrutura física também está mudando, além de muitos casos de crianças com quase três anos de idade que ainda não falam e se adaptam mais lentamente à vida social.

 

Durante a conversa foi citado o livro “Mensageiros do Amanhecer – A Bíblia dos Pleiadianos”, de Barbara Marciniak e o filme “A Profecia Celestina” como referências de conteúdo inspirador.

 

No final do encontro, a terapeuta holística Margareth Souza tocou tambor e cantou a canção da águia, “White Eagle Round Dance”, encerrando de forma mais do que especial a roda de conversa.

 

 

DIA 4

 

Atendimentos Terapêuticos Individuais

 

Neste dia, Fernando realizou diversos atendimentos terapêuticos individuais de “Alquimia Pessoal” no Espaço Soul Coworking.

 

Conforme descrição apresentada, esta abordagem proporciona um upgrade nos processos de vida, embasada em diversos métodos aprendidos pelo terapeuta durante a sua trajetória, como Cura Reconectiva, Reiki, Cromoterapia, Apometria, Cristalometria e Desmagnetização de Pessoas e Ambientes.

 

 

DIA 5

 

Curso de Alquimia Pessoal

 

 

 

O curso Alquimia Pessoal aconteceu no Espaço Soul Coworking em um dia cheio de aprendizados e vivências, onde todos receberam uma “caixa de ferramentas”, que é como Fernando se refere à técnicas selecionadas como meios de fácil aplicação para elevar a freqüência vibratória no dia-a-dia, e consequentemente proporcionar uma maior qualidade de vida e bem-estar.

 

Fernando ensina todo o conteúdo de forma tão clara e objetiva – tanto durante as aulas quanto na apostila entregue aos alunos – que mesmo quem já tinha ouvido falar sobre transição planetária e nova era, por exemplo, mas ainda estava um pouco confuso com alguns termos, começa a compreender o momento em que vivemos com um novo olhar.

 

Ele explica que durante as práticas há uma freqüência circulando entre nós e que quando trabalhada, coisas acontecem. Pode ser desde algo como acordar diferente no dia seguinte, curas diversas ou notar diferenças seis meses após a prática, por exemplo, pois a freqüência prepara aos poucos para colapsar. Desta forma podemos nos tornar cada vez mais nós mesmos, e seguir para outros estágios da vida.

 

Segundo ele, hoje estamos dentro da energia do Sol Central chamado Alcione, que é uma esfera de luz. O nosso trabalho deve ser elevar e manter nossos estados de freqüência elevados, pois a sombra se alimenta de tristeza, angústia, e diversos outros sentimentos negativos.

 

Fernando sugere que possamos parar de dar energia à notícias ruins, inclusive deixando de compartilhá-las, pois o melhor que conseguiremos fazer para ajudar, na maioria dos casos, é vibrando em alta freqüência, ou seja, o inverso do que acontece quando temos contato com notícias ruins.

 

Assim como acontece com as freqüências mais elevadas, a vida também é movimento. Os grupos são trocas ininterruptas entre os participantes, e quando a freqüência se eleva, gera expansão, a vida flui e curas acontecem com a expansão do campo eletromagnético.

 

Um campo eletromagnético saudável compreende a distância de três à cinco metros, em média, podendo passar de três quilômetros, pois não há limites para a expansão. Existem também campos como o de Cristo e de Buda que são não-locais e não-temporais, são ilimitados.

 

Fernando citou a importância da energia taquiônica, que é aquela que alia a energia do pensamento ao sentimento.

 

Um dos sintomas de um campo eletromagnético não expandido é o desânimo, enquanto que a plenitude e a energia refletem um campo expandido.

 

Pode acontecer também de alguém não conseguir meditar por já estar neste estado, então o que pode ser feito é apenas contemplar e admirar a beleza do que nos cerca.

 

Fernando conta que caso lhe perguntassem qual foi a ferramenta que ele atribuiu à sua cura no período de caos pelo qual passou anos atrás, ele diria que foi a natureza. Ela tem tudo o que precisamos para voltar ao nosso estado original, pois está integrada ao nosso ser através da energia dos seus elementos. A conexão com estes elementos tem o poder de proporcionar uma verdadeira redescoberta.

 

Para o contato com a natureza, devemos usar todos os sentidos para acessar os elementos Terra, Fogo, Água e Ar, que precisam estar em equilíbrio para uma vida plena, a partir do som, cheiro, gosto e do visual. Pisar na grama, acender uma vela ou pegal sol, tomar um banho de rio ou cachoeira e respirar profundamente são alguns exemplos de como fazer este contato com os elementos da natureza.

 

Todos nós temos o poder de transformar qualquer coisa à nosso redor, basta a presença para modificar um ambiente, harmonizá-lo ou curar pessoas. Somos a própria qualidade que quisermos utilizar. A magia é a manipulação consciente de energia.

 

Para manter-se com a freqüência elevada e em conexão com a abundância do universo também é importante estarmos atentos aos locais que freqüentamos e as pessoas com quem convivemos, para que possamos filtrar e selecionar tudo o que traz energias positivas e evitar as negativas, pois tudo o que acessamos é informação e tem o poder de elevar ou baixar o nosso nível de energia.

 

Outra consideração importante é observar a própria casa e sentir se temos vontade de permanecer dentro dela, pois quando não existe essa vontade a causa pode ter origem em algum conteúdo energético negativo.

 

Fernando citou diversas alternativas para a limpeza energética de ambientes, entre elas o uso de folhas de arruda, queimando-as e levando a fumaça para cada ambiente da casa ou espaço, ou queimar Palo Santo, uma madeira aromática natural, com propriedades curativas e espirituais.

 

Outros pontos citados que merecem atenção para manter o equilíbrio de energias são manter os ambientes organizados, não acumular objetos sem uso, desapegar do passado, fazer banho de sal grosso seguido pelo banho de ervas, não usar forno de microondas, evitar o consumo de carboidratos, glúten, além de praticar uma atividade física que lhe faça bem.

 

As cores também têm o poder de influenciar o nosso estado emocional e mental, e com isso alterar a freqüência vibratória. Podem ser utilizadas através do vestuário, ambientes, alimentos e até em visualizações. Um exemplo é a cor branca, que tem o poder de abrir o campo energético, nos expondo as energias do ambiente, enquanto que o preto tem o poder de fechar.

 

A música também influencia nossas vidas a partir da sua freqüência. Quando a freqüência coincide com a minha, sinto prazer, quando não coincide, passo a não gostar daquela música. Existem também freqüências construídas propositalmente para nos levar a determinados estados, simulando uma espécie de hipnose, como no caso de determinadas músicas eletrônicas.

 

Durante o curso, o dia lindo permitiu a realização de atividades práticas ao ar livre, em contato com a natureza, proporcionando experiências únicas de aprendizado, reforçadas pelo uso dos sentidos.

 

Assim foi com o contato direto com os elementos Terra, Fogo, Água e Ar; também experienciamos ouvir o som da vida tampando completamente os ouvidos com as duas mãos por alguns minutos; com os olhos vendados ouvimos músicas que tem o poder de aflorar lembranças e emoções que precisam ser vistas e liberadas; aprendemos algumas posturas físicas e mantras para proteção energética, e no final, passamos pela modulação frequencial, técnica realizada pelo Fernando para sintonizar nossa freqüência com a do Universo, que também possui o poder de cura, além de proporcionar um profundo relaxamento.

 

Fernando citou alguns filmes como referências importantes dos temas do curso, entre eles “Profecia Celestina”, “A Antropóloga” e o francês “La Belle Verte”. E entre os livros, “Nutrição Evolutiva”, de Gabriel Cousens, que aborda a influencia da dieta sobre a espiritualidade.

 

Todos receberam uma apostila para aprofundamento de cada um dos temas abordados, contendo uma relação de diversos filmes, livros e autores, para que possamos seguir aprendendo e evoluindo mais e mais à cada dia.

 

 

Estes foram apenas alguns dos aprendizados que tivemos e que foram possíveis de descrever, mas muito além disso ficarão para sempre na memória e no coração cada momento vivido e compartilhado com tantas pessoas incríveis e especiais que tivemos a grata oportunidade de conhecer e conviver durante este dias.

 

Gratidão especial ao Fernando Machado por compartilhar de forma tão especial o seu conhecimento e experiências e por possibilitar a expansão da consciência e da freqüência vibratória de tantas pessoas através do seu trabalho, e a Silvia Werner por possibilitar que tudo isso acontecesse ao organizar tudo com tanto amor e cuidar de cada detalhe para que essa experiência acontecesse de forma tão especial e impecável!

 

 

Para ampliar a percepção sobre a experiência que tivemos em cada um dos eventos, compartilhamos os depoimentos recebidos de alguns dos participantes:

 

 

Depoimento – Dia 2: Palestra “Alquimia Pessoal” e Lançamento do livro “As 13 Lições de Nija”

 

“Participei da apresentação do Curso de Alquimia Pessoal ministrado pelo Fernando Machado. Foi fantástico! Foi uma chamada a olhar mais atentamente para o momento que estamos vivendo. Entender a nossa posição no Universo e em que posição se encontra o Sistema Solar! Até aí tudo explicado! Mas nós como nos posicionamos diante dessas informações? Somos uma poeira cósmica, mas fundamental na ordem dos acontecimentos. Maravilhoso!” Laize de Cássia Domingues

 

 

Depoimento – Dia 3: Roda de Conversa

 

“Foi uma grata surpresa participar da roda de conversa com o terapeuta Fernando Machado. De forma intimista e descontraída, foram abordados temas profundos e de intensa reflexão. Me senti acolhida e agradeço a oportunidade de poder trocar tão ricas experiências”. Margareth Souza, terapeuta holística

 

 

 

Depoimento – Dia 4: Atendimento Alquimia Pessoal

 

“O terapeuta Fernando Machado faz um tratamento que envolve as camadas mais sutis do nosso ser e corta vínculos energéticos que, porventura, ainda mantemos com outras pessoas. Tudo isso, utilizando a (s) técnica (s) terapêutica (s) mais consentânea (s)  com a situação que precisa ser trabalhada. Por isso, recomendo a consulta com Fernando Machado, pois é uma oportunidade de alinhar os campos do nosso ser que ainda estão desajustados e de  compreender o que está originando as situações que estamos atraindo para a nossa vida e que precisam ser resolvidas.” Isabel P. A.

 

 

Depoimentos – Dia 5: Curso Alquimia Pessoal

 

“O curso alquimia pessoal foi bem gratificante, pois com ele conheci algumas ferramentas simples as quais podemos utilizar no nosso dia a dia para elevarmos a nossa vibração energética e  melhorar nossa qualidade de vida. E utilizar os quatros elementos: Terra, água, ar e fogo é uma delas, pois na ‘natureza nada se cria, tudo se transforma e a mesma tem um poder curativo incrível. Constatei mais uma vez que para que a mudança realmente aconteça é necessário sair da zona de conforto, enfrentar nossos medos a cada desafio e conhecer as nossas sombras para que a transformação seja completa. Gratidão!” Kaka Souza Lorenzi

 

“Participar do  Alquimia Pessoal com o Fernando Machado foi para mim  como uma dar uma  pausa na subida de uma montanha para tomar um ar… Ele entrega de forma simples e amorosa várias  ferramentas  que nos ajudam a entender os processos  internos de expansão  de  consciência, como assimilar, filtrar e redefinir nossos padrões, desde posturas diante da realidade universal à  sentimentos  limitantes e como nos proteger das interferências  negativas  em nossa vida. Aprendi ferramentas valiosas que desde já  estou utilizando no meu dia a dia. Novamente tomei  um fôlego  para  seguir na minha missão.

Fernando ser humano ímpar, amoroso e sensível.

E quanto a organização do evento; perfeita e impecável  sob os cuidados da amada  Silvia Werner, desde o local agradável, recepção carinhosa até a mesa de coffee break, tudo feito com amor e cuidado.

É  muito bom ser acolhida por pessoas assim, que me tocam a alma.

Gratidão.” Suellen Broetto