Top

Alimentação – Questão de (boas) Escolhas

Muito se houve falar sobre a importância de uma alimentação saudável, tão essencial para a nutrição humana e para a manutenção da saúde e da qualidade de vida.

 

Nunca existiu tanta informação de qualidade disponível na internet, televisão e em revistas através de entrevistas, palestras online e de páginas profissionais de nutrólogos e nutricionistas conceituados.

 

Até mesmo a rotina diária de alguns pacientes destes experts é mostrada em detalhes incluindo como preparar cada prato, onde encontrar diversos ingredientes, além claro, dos resultados da dieta, visíveis no corpo de cada um.

 

Mas por que mesmo com tantos estímulos, ainda parece tão difícil manter uma alimentação balanceada? Por que não optar por algo que só irá fazer bem? Afinal, a alimentação são escolhas diárias.

 

Uma rotina saudável envolve além de informação, muita disciplina, foco e jogo de cintura especialmente nos eventos sociais, para encontrar o equilíbrio entre manter a linha e se permitir desfrutar daquelas tentações presentes na vida de todos.

 

A flexibilidade é essencial para conseguir transformar uma dieta saudável em uma verdadeira reeducação alimentar, que passa a fazer parte da vida.

 

O melhor é que é possível continuar comendo de tudo e manter a saúde e a boa forma. O que faz a diferença neste caso são as escolhas e o tamanho das porções.

 

Atitudes simples fazem muita diferença quando colocadas em prática, como dar preferência para alimentos naturais ao invés de industrializados, que geralmente são repletos de corantes, conservantes e outros aditivos artificiais.

 

Existem opções mais saudáveis de industrializados em lojas especializadas no segmento fit, por exemplo. O importante é ficar de olho nas informações do rótulo e na tabela nutricional, evitando especialmente o excesso de carboidratos e gorduras.

 

Na tabela nutricional, os ingredientes são relacionados em ordem decrescente, ou seja, o primeiro ingrediente é o que está presente em maior quantidade no produto e o último em menor quantidade.

 

Para a maioria das indústrias, a preocupação fundamental é que os alimentos tenham a maior durabilidade possível nas prateleiras. Para isto, são adicionados diversos ingredientes artificiais e até mesmo possíveis cancerígenos. Como diz o Dr. Barakat em seus vídeos no Instagram: “Você nunca desconfiou de um alimento que dura meses ou anos nas prateleiras?”

 

Pensando nisto, alguns exemplos de substituições saudáveis são trocar os produtos industrializados pelos naturais, como por exemplo, o molho de tomate em sachê por molho de tomate in natura; a lasanha tradicional congelada por outra natural que substitui a massa por vegetais como berinjela ou abobrinha; a margarina ou requeijão por azeite de oliva extra-virgem, os refrigerantes ou sucos em caixinha por polpa de frutas; o pão branco por pão integral ou tapioca; a geléia natural por geléia sem açúcar; o chocolate tradicional ou branco por chocolate 70 a 99% cacau, entre outras inúmeras possíveis substituições.

 

Observe que diversos itens disponíveis no mercado, como achocolatados, bolachas recheadas e chocolates em geral, possuem o açúcar como ingrediente principal, ou seja, o açúcar é o primeiro item da lista de ingredientes, e o que está em maior quantidade no produto. Enquanto o consumidor acha que está ingerindo achocolatado ou chocolate, está na verdade comendo açúcar em grande quantidade.

 

Nos casos que em geral são mais difíceis de fazer escolhas saudáveis, como em eventos, aniversários ou na casa de amigos e familiares, dê atenção especial a quantidade e ao tamanho das porções, como por exemplo:

 

– refeições principais: procure fazer o prato de uma vez só e não repetir, assim não se perde a noção da quantidade ingerida, afinal em um prato cabe o suficiente para repor as calorias gastas diariamente

 

– substituir uma fatia inteira de bolo, pela metade, que costuma ser o suficiente para sentir o prazer de degustar o bolo, porém sem cometer excessos

 

– beber sucos e chás sem acrescentar açúcar: no começo o sabor pode parecer diferente, mas depois você passa a sentir e apreciar o real sabor da bebida

 

Tenha sempre algo saudável na bolsa para momentos de imprevistos, como frutas, barras de proteínas, castanhas, amêndoas, entre outros.

 

Eventualmente também pode-se dar uma segunda chance e inserir aos poucos no cardápio aqueles itens super saudáveis, mas que você não gosta tanto. É possível que se habitue ao sabor e passe a ter uma nova fonte alimentar.

 

Aumentar a variedade do cardápio na hora dos lanches, inserindo frutas, ovos, mingau de aveia, granola, castanhas, faz com que não enjoe de comer sempre os mesmos alimentos.

 

Usar temperos e especiarias que aceleram o metabolismo como canela ou pimenta cayenna também são boas opções.

 

Por incrível que pareça as atitudes mais simples são as que mais dão resultado. Entre as opções, uma das que fazem mais diferença, é reduzir a quantidade das porções. Normalmente ingerimos mais do que realmente precisamos, além de que a sensação de saciedade demora um pouco para chegar, então estar consciente no momento de fazer o prato faz uma diferença e tanto.

 

Tudo são escolhas, que quando realizadas com freqüência se tornam hábitos e o que inicialmente era considerado um esforço, em pouco tempo se torna algo normal, passando a fazer parte do dia-a-dia.

 

O prazer de manter uma rotina saudável não tem preço e como estímulo extra ainda se torna perceptível através de uma maior disposição, saúde e um corpo em forma.

 

Depois que os resultados começam a aparecer tudo se torna mais fácil e estimulante.

 

Para ter acesso a informações completas e direcionadas é indispensável consultar um nutricionista ou nutrólogo. Estes profissionais criam cardápios personalizados e indicam suplementos para cada caso em particular a partir da verificação do gasto calórico diário ao analisar as atividades que realiza durante o dia, realização de exames de sangue, testes para análise de intolerância a alimentos, propensão a doenças, exames genéticos, verificação do índice de massa corporal, entre outros.

 

Porém, para inspirar o início de uma reeducação alimentar, há vários profissionais e personalidades adeptas de um estilo de vida saudável que possuem páginas com conteúdo de qualidade. Abaixo, algumas opções no Facebook e Instagram:

 

Dr. Barakat: Facebook e Instagram

Flávio Passos – Pura Vida: Facebook e Instagram

Luciano Bruno: Facebook e Instagram

Bela Gil: Facebook e Instagram

Dra. Isabella Vorccaro: Facebook e Instagram

Vida Funcional: Facebook e Instagram

Coach Bueno: Instagram

Juju Norremose: Instagram

 

“Eu como bem não para viver mais, mas para viver melhor.” Bela Gil

X